Double click in the pictures to view photo gallery
Clique na fotografias para ver reportagem fotográfica completa
Presidente do Governo Regional dos Açores recebido na Casa dos Açores pela comunidade portuguesa de Winnipeg


PJCabral/GaCs/FR - 2014.12.03

O Presidente do Governo Regional dos Açores visitou a comunidade portuguesa de Manitoba nos passados dias 2 e 3 de dezembro.

Vasco Cordeiro que se fez acompanhar por Paulo Teves, Diretor Regional das Comunidades, Arnaldo Machado Presidente do Conselho de Administração da Sociedade de Desenvolvimento Empresarial dos Açores, e Carlos Botelho, Diretor da Sata para o Canadá, foi recebido à chegada ao aeroporto de Winnipeg por Paulo Jorge Cabral, Cônsul de Portugal em Manitoba, João Paulo Melo, Presidente da Casa dos Açores de Winnipeg, vários directores e membros do grupo folclórico, desta organização e Pedro Correia, Presidente do Núcleo de Winnipeg da Liga dos Combatentes.

No primeiro dia de sua visita a Winnipeg foi recebido calorosamente na Casa dos Açores por cerca de duas centenas de portugueses apesar da temperatura negativa que se fazia sentir.

Presentes no jantar encontravam-se o Cônsul de Portugal em Manitoba, Paulo Jorge Cabral, Vice-presidente da Câmara Municipal de Winnipeg, Mike Pagtahkan, Vereador Municipal Jason Schreyer, Vice-presidente da Associação Portuguesa de Manitoba, Agostinho Bairos, Presidente da Banda Filarmónica Lira de Fátima, Luís Dias, Presidente da Casa do Minho, Roger Ribeiro, Presidente do Núcleo de Winnipeg da Liga dos Combatentes, Pedro Correia, Presidente da Câmara do Comércio, Walter Rodrigues, Padres André Lico e José Eduardo Medeiros, Jocelinda Guerra, Diretora do Jornal “O Mundial” e João Cardoso, Produtor do Programa de Rádio “Voz Lusitana”
O evento teve início com a atuação da Banda Lira de Fátima que entoou os Hinos da Região Autónoma dos Açores, Portugal e Canadá respectivamente, terminando com uma marcha
.
De seguida João Paulo Melo, Presidente da Casa dos Açores apresentou as boas vindas, seguindo-se as intervenções do Vice-presidente da Câmara de Winnipeg e Cônsul de Portugal em Manitoba.
No seu discurso o Presidente do Governo afirmou que o orgulho que as comunidades da diáspora sentem pelo que os Açores são atualmente, fruto do trabalho desenvolvido ao longo de quase quatro décadas de Autonomia, é uma “forma de unir os Açorianos”.

“Os Açores de hoje não são os Açores que a maioria de vós ou os vossos pais deixaram. Muito foi feito e é importante que as nossas comunidades sintam orgulho nos Açores de hoje”, frisou Vasco Cordeiro, considerando que essa “é uma forma de unir todos os Açorianos espalhados pelo mundo”.

Vasco Cordeiro salientou ainda que “o papel que as comunidades açorianas espalhadas pelo mundo podem desempenhar em benefício dos Açores”, reafirmando ainda a importância da integração plena nas sociedades de acolhimento.

“Essa é a melhor forma de honrar e prestigiar os Açores”, afirmou o Presidente do Governo, acrescentando que o contributo da diáspora para o desenvolvimento do arquipélago passa também pelo envolvimento das novas gerações, que não têm a saudade como elemento de ligação aos Açores e, por isso, representam um desafio “maior e mais exigente”.

“Essa ligação deve ser mantida e fortificada com outros métodos, diferentes daqueles que existem para as primeiras gerações”, defendeu Vasco Cordeiro, para quem é de grande importância que as novas gerações conheçam a realidade atual dos Açores, uma região que é uma porta de entrada na União Europeia, que tem no mar e nas ciências ligadas ao mar um grande potencial e que tem muitas oportunidades para oferecer a quem quiser “ser parceiro” no desenvolvimento da Região.

“Hoje, os Açores têm oportunidades para apresentar aos seus filhos, mesmo aos que partiram para outras terras, que queiram ser parceiros nessa tarefa de desenvolver a nossa terra”, afirmou.

Vasco Cordeiro destacou o trabalho que tem sido desenvolvido pela comunidade açoriana do Winnipeg e pelas suas instituições, como a Casa dos Açores, frisando que essa dedicação e empenho “tornam os Açores mais conhecidos, prestigiam e dignificam os Açores”.

No segundo dia da visita a Winnipeg, o Presidente do Governo visitou de manhã o Lar de Santa Isabel e participou depois num encontro com empresários portugueses e luso descendentes do Winnipeg, promovido pela Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores (SDEA), para divulgar oportunidades de investimento no arquipélago, deslocando-se depois naquela tarde para Toronto.