Comemoração do Dia de São Valentim na Casa dos Açores de Winnipeg

Reportagem: Paulo Jorge Cabral (Texto)  Carlos Sousa (Fotografias) - 2018-02-17
Para comemorar o dia de São Valentim, ou o dia dos namorados, a Casa dos Açores de Winnipeg organizou o tradicional jantar e baile que se realizou no passado dia 17 de fevereiro, aonde participaram vários sócios e amigos desta organização.

A sala encontrava-se decorada para o efeito com tons predominantes de vermelho e branco.

João Paulo Melo, Presidente da Direção e Mestre-de-cerimónias deu as boas vindas aos convivas, dizendo “agradeço a todos por terem tirado um pouco do seu tempo para virem celebrar o dia de São Valentim num ambiente muito familiar que sempre se faz sentir aqui na Casa dos Açores”, seguindo-se da oração de ação de graças.

A ementa do jantar escolhido pelas chefes de cozinha, consistiu de sopa, salada, e como prato principal, peito de galinha panado e lombo de porco recheado, acompanhado de legumes e batata e sobremesa.

O entretenimento esteve a cargo do cançonetista Hermano Silva, que se apresentou num palco altamente decorado com balões brancos e vermelhos, cortinado encarnado, tema alusivo às festividades associadas à festa de São Valentim.

No seu vasto reportório escolheu vários tipos de música, desde a romântica à música mais tradicional portuguesa, dedicando em especial a sua primeira canção intitulada “Rosa Branca”, dedicada às senhoras voluntárias que incansavelmente prepararam e serviram o jantar, oferecendo-lhes em simultâneo uma rosa branca a cada uma.

Antes do final do serão João Paulo Melo, Presidente da Casa dos Açores, dirigiu algumas palavras de agradecimento a todos que organizaram e prepararam o evento, especialmente às senhoras da cozinha e ajudantes, o setor feminino pela excelente decoração da sala, Hermano e Paula Silva pela decoração do palco, ao Paulo Calisto pelo controlo do som, à comunicação social, enfim pelo bom trabalho de todos envolvidos.

De seguida convidou ao palco as senhoras que tem colaborado com as atividades da Casa dos Açores, e em gesto de agradecimento, conjuntamente com o vice-presidente ofereceram uma rosa vermelha.

No palco foi criado um “set” aonde se encontrava uma mesa e cadeiras, posicionadas entre um arco formado em balões vermelhos e brancos, em que foi posto à disposição dos participantes, aonde puderam tirar fotografias, aos pares e, ou em famílias conjuntamente com um ursinho de peluche simbolizando o amor.

O serão terminou por volta das uma e trinta da madruga com música de baile pelo referido cançonetista Hermano Silva.