Double click in the pictures to view photo gallery

Clique na fotografias para ver reportagem fotográfica completa
CASA DOS AÇORES

IMPÉRIO DA SANTÍSSIMA TRINDADE.

Texto: Paulo Jorge Cabral - Fotografias: Nélia Soares - 2014-06-15


Tradição de há vários anos, a Casa dos Açores de Winnipeg celebrou nos passados dias 13, 14 e 15 de junho findo as tradicionais Festas em Honra do Espírito Santo, Império da Trindade.

Durante a semana, e nos dias antecedentes aos festejos foi recitado o Terço em louvor do Divino, sempre com muita afluência de fiéis e seguidores deste culto muito enraizado nas comunidades açorianas.
Na sexta-feira como é habitual depois da recitação do Terço realizou-se a tradicional bênção da carne, do vinho, pão e massa sovada, com a presença do Padre André Lico, que presidiu à referida bênção e do Vigário Geral da Diocese de Angra e Ilhas dos Açores, Padre Hélder Fonseca Mendes, e de uma orquestra composta por músicos da Banda Filarmónica Lira de Fátima.

De seguida foi servida a “prova da carne” às mais de três centenas de pessoas, que a saborearam ao som de música ambiente a cargo do DJ “Disco das Ilhas”

Num ambiente de festa e confraternização, deu-se a abertura do bazar, e como é tradicional nestes festejos os convivas assistiram a uma seção de cantoria ao desafio com os improvisadores locais João Pavão. António Arruda, João Rebelo vindo da Terceira, Açores e Gilberto Sousa, mariense radicado nos Estados Unidos, acompanhados à guitarra por Henrique Dutra, José Chaves e António Rocha.

No sábado, deu-se a continuação do arraial com concerto pela Banda Lira de Fátima, atuação dos grupos Folclórico da Casa dos Açores “Ondas Azuis” e “Memórias da Nossa Terra” e os cançonetistas Nathan Gravito e Hermano Silva. Durante os intervalos das referidas atuações foram feitas “arrematações” a cargo do leiloeiro António Arruda.

No Domingo, logo pela manhã realizou-se o “Bodo de Leite”, aonde foi distribuída massa sovada e leite aos presentes. Às 13 horas na Igreja da Imaculada Conceição foi celebrada Missa Solene e Coroação, presidia pelo pároco Padre André Lico e homilia proferida pelo Vigário Geral da Diocese de Angra e Ilhas dos Açores, Padre Hélder Fonseca Mendes, que se encontrava entre nós a participar no VI Congresso Internacional sobre as Festas dos Divino Espírito Santo.

Como é costume e logo após às cerimónias religiosas, realiza-se o cortejo da Coroação que faz o percurso desde Igreja da Imaculada Conceição até à Casa dos Açores, mas por motivos de condições atmosféricas adversas, não foi possível concretizar o referido cortejo que este ano como projetado acompanhava representações de todas as Ilhas dos Açores.

O cortejo “ motorizado” era esperado na Casa dos Açores por muitas pessoas, que de seguida foram convidadas a entrar, e participar no almoço das “Sopas do Divino Espírito Santo”.

Neste almoço participaram cerca de cinco centenas de pessoas, que saborearam as tradicionais sopas do Espírito Santo, confeccionadas e servidas pelos voluntários da Casa dos Açores. A benção do referido almoço esteve a cargo do Reverendo Padre José Eduardo Medeiros, que de igual modo abençoou as rosquilhas de massa, que mais tarde foram distribuídas pelos presentes por um grupo de Senhoras da Irmandade do Pico (Adelaide Garcia, Fátima Dias, Geraldina e Altina Sousa e Maria Telma, Fátima Francisco e Eduína Vieira, Dela Silva e Maria Dias Carreira), que as confecionaram.

Salientamos a presença do Cônsul de Portugal Paulo Jorge Cabral e esposa, Diretor Regional das Comunidades, Dr. Paulo Teves, e vários congressistas que se encontravam em Winnipeg a participar no referido Congresso Internacional sobres as Festas do Divino Espírito Santo, Vereador Municipal Mike Pagtakhan e esposa, Padre André Lico, Irmã Vânia e voluntária Gabriela Rinaldi, Padre José Eduardo Medeiros, Vice-Presidente da Associação Portuguesa de Manitoba, Agostinho Bairos e esposa, Presidente da Banda Lira de Fátima, Luís Dias e esposa, Presidente do Núcleo de Winnipeg da Liga dos Combatentes, Pedro Correia e esposa, Presidente da Liga Solidária da Mulher Portuguesa de Manitoba, Graciete Correia e marido, Diretora do Jornal “O Mundial”, Jocelinda Guerra, Representante da LusoCanTV, Emanuel Correia e João Cardoso da Radio CKJS.

A tarde decorreu como no dia anterior, com a abertura do bazar, arrematações, atuação dos grupos folclóricos ”Ondas Azuis” e Memórias da Nossa Terra” da Casa dos Açores, cançonetistas Nathan Graviro e Hermano Silva, terminando com concerto pela Banda Lira de Fátima e sorteio das “Domingas”.

João Paulo Melo, Presidente da Casa dos Açores na sua intervenção agradeceu a todos os que diretamente e indiretamente envolvidos na realização das festas. Também agradeceu a presença de todos os convidados, e presenteou uma placa comemorativa do evento ao Dr. Paulo Teves, Diretor das Comunidades Açorianas e ao Vereador Municipal do Bairro Point Douglas, que foi um dos patrocinadores do evento.

Os festejos terminaram com a queima das fitas, tradição das festas do Divino no Estado do Rio Grande do Sul, Brasil, que consiste em fazer nós numa das sete fitas de cores diferentes que simbolizam os “dons do Espírito Santo”, que se encontram agregadas à Bandeira do Espírito Santo. Ao fazer o nó o fiel solicita uma graça ou um deseja de algo que o Divino possa providenciar. A bandeira e fitas do ritual ao Divino mencionado foi oferecida por Célia Fagundes Jachemet, uma das conferencistas que participaram no congresso.

A apresentação do programa esteve a cargo de João Cardoso, e controlo o do som e música ambiente estiveram a cargo de Paulo Calisto e João Correia do DJ Disco das Ilhas.

WYSIWYG Web Builder