TRADIÇÃO MINHOTA DAS “DESGARRADAS” ANIMA O SÃO VALENTIM DA CASA DO MINHO DE WINNIPEG

Paulo Jorge Cabral (texto) - Roger Ribeiro (fotografias) - 2018.02.17
Com “casa cheia”, sala devidamente decorada, a Casa do Minho de Winnipeg, organizou no passado dia 17 de fevereiro a tradicional festa de São Valentim, onde participaram cerca de duas centenas e meia de pessoas.

A cargo da apresentação do evento esteve Casimiro Rodrigues, que após as boas-vindas encarregou-se de oferecer a oração de Ação de Graças.

O jantar confecionado pelo Chefe Apolinário Silva e a sua equipa de cozinha, e servido pelos voluntários da Casa do Minho, aonde não faltou o sabor da culinária portuguesa, consistindo a ementa de sopa de caldo-verde, bacalhau à Brás, galinha assada, acompanha de batatas e vegetais e sobremesa.

Após o jantar atupo o Rancho Folclórico da “casa” o Aldeias de Portugal, que como sempre anima as festividades desta organização, apresentando o “rico” folclore da região portuguesa do Minho.

O espetáculo e principal atação da noite foi da responsabilidade de Roger Ribeiro, Filipe Alves e Mário Rodrigues (os amigos da Farra) que trouxeram até nós o duo Cristiana Sá e Valter São Martinho, que se deslocaram de Portugal para o efeito.

A primeira parte de sua intervenção foi preenchida por uma desgarrada, por vezes um pouco picante, e num constante “ataque” mútuo, improvisando e desafiando e respondendo um ao outro ao som da concertina por Valter São Martinho.

A segunda parte da sua atuação, desta feita com Cristiana Sá à concertina interpretaram vários temas do folclore minhoto., tendo participado vários membros da audiência.

No interregno da atuação destes artistas foi servido uma soberba mesa de iguarias, que consistiu de várias tábuas de queijo, produtos de fumeiro, fruta e doçaria.

Após uma sessão de venda a assinatura de CD, o serão prolongou-se até a algas horas da madrugada.