Double click in the pictures to view photo gallery

Clique na fotografias para ver reportagem fotográfica completa
Associação Portuguesa de Manitoba

Celebrações do Dia de Portugal

Reportagem: Paulo Jorge Cabral (texto) - Roger Ribeiro (fotografias)

Decorreu no passado dia 9 de junho na sede social da Associação Portuguesa de Manitoba as celebrações do dia de Portugal, Camões e Comunidades Portuguesas, e o dia da Região Autónoma dos Açores, que coincidiu na mesma altura por ser o dia de segunda-feira do Pentecostes, data móvel em que se celebra aquela efeméride.

Na sala no andar inferior encontrava-se muitos membros da comunidade portuguesa, aonde se associaram individualidades em representação de várias organizações comunitárias desta cidade, salientando-se a presença de Paulo Jorge Cabral, Cônsul de Portugal em Manitoba, Agostinho Bairos, Vice-presidente da Associação Portuguesa de Manitoba, Padre André Lico, Padre José Eduardo Medeiros, Dra. Nancy Gonçalves, vice-presidente da Liga Solidária da Mulher Portuguesa de Manitoba e Vice-presidente da Mesa da Assembleia Geral da Associação Portuguesa, Cármen Zelaya, representante da comunidade Brasileira em Manitoba, João Paulo Melo, Presidente da Casa dos Açores, Luís Dias, Presidente da Banda Lira de Fátima, Roger Ribeiro, Presidente da Casa do Minho, Luís Vicente, Vice-presidente do Núcleo de Winnipeg da Liga dos Combatentes, representantes da comunicação social, João Cardoso do Programa “Voz Lusitana” da CKJS, João Pimentel, da Rádio Onda Emigrante e Jorge Bravo da LusoCanTv.

Presentes também encontravam-se vários diretores da Associação Portuguesa, seus embaixadores do Folklorama, e muitos jovens que acompanharam as suas respetivas organizações.

O evento teve início com a apresentação de Agostinho Bairos que pediu à Dra. Nancy Gonçalves para apresentar as boas vindas em nome da organização anfitriã.

De seguida discursaram respetivamente o Padre André Lico, Padre José Eduardo Medeiros e terminou com a alocução do Cônsul de Portugal nesta província.

O serão prosseguiu com a entoação do Hino Nacional de Portugal, e um beberete aonde foram servidas várias ”guloseimas” tipicamente portuguesas com bar aberto.