Double click in the pictures to view photo gallery

Clique na fotografias para ver reportagem fotográfica completa
VI Congresso Internacional sobres as Festas do Divino Espírito Santo.

Reportagem: Paulo Jorge Cabral (texto) - Nélia Soares (Fotografias) - 2014-06-15

Realizou-se em Winnipeg de 11 a 15 de junho passado o VI Congresso Internacional sobres as Festas do Divino Espírito Santo, organizado e promovido pelo Governo Regional do Açores, através da Direção Regional das Comunidades em parceria com a Casa dos Açores de Winnipeg.

Com a presença de congressistas que se deslocaram a Winnipeg para o efeito desde Portugal Continental, Açores, Brasil, Estados Unidos e de outras províncias do Canadá, o congresso teve início do dia 11 de junho com a sessão oficial de abertura com a presença de Paulo Jorge Cabral, Cônsul de Portugal em Winnipeg, Dr. Paulo Teves, Diretor Regional das Comunidades, João Paulo Melo, Presidente da Cas dos Açores e vários dirigentes associativos e representantes do clero da nossa comunidade.

O evento teve início com a recitação do Terço, seguindo-se atuação da Banda Lira de Fátima, que atuou os Hinos de Portugal, Região Autónoma dos Açores e Espírito Santos respetivamente, terminando com duas marchas.
De seguida discursaram o Presidente da Casa dos Açores, Diretor Regional das Comunidades e Cônsul de Portugal.
Após os discursos foi apresentado o livro “É” da autoria de Célia Fagundes Jachemet, uma das congressistas, o qual foi apresentado pela Professora Ilda Januário, à qual se associou o professor Jairton Ortiz Cruz, ambos congressistas, que leram poemas do referido livro.

Depois foi a vez do Grupo Folclórico da Casa dos Açores “Memórias da Nossa Terra” atuarem para os nossos convidados. Findo a atuação deste grupo foi servido um “copo-de-água” a todos os que se encontravam presentes no evento.

No dia seguindo, quinta-feira, 12 de junho no Hotel Clarion deu-se início aos trabalhos do congresso com a sessão de abertura aonde foram interveniente Paulo Teves, Diretor Regional das Comunidade, João Paulo Melo, Presidente da Casa dos Açores e Paulo Jorge Cabral, Cônsul de Portugal em Manitoba.

De seguida assistiu-se à conferência pelo Padre Hélder Fonseca Mendes, Vigário-geral da Diocese de Angra e Ilhas dos Açores, intitulada: Espírito Santo - Persistência e Resistência do Império.

Neste mesmo dia houve dois painéis, o primeiro intitulado “Espírito Santo: História e Vivências, com a apresentação de trabalhos de Regina Fliss “A Devoção ao Divino Espírito Santo, em Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil, “A Festa do Divino Espírito Santo e seu registo fotográfico em Gravataí, Brasil por Jairton Ortiz Cruz e Faith, convivality, and identity: Feast of the Holy Spirit in Canadá” por Ilda Januário.

O segundo Painel intitulado “Espírito Santos: Tradição e Evolução” tiveram como intervenientes Rui Costa, Vice-presidente do Município de Alenquer, que apresentou o trabalho A Casa do Espírito Santo de Alenquer, através de “Papéis Antigos e Autênticos” e finalizou com a intervenção de José Rebelo, vindo de Terceira, Açores com o tema “O Culto do Divino Espírito Santo”

Na sexta-feira 13 de junho último dia de trabalhos teóricos depois da intervenção do Dr. Paulo Teves, Diretor Regional da Comunidade, com a conferência “ A Direção Regional das Comunidades: Prospetivas do Futuro” foram apresentados mais dois painéis, o primeiro intitulado “Espírito Santos: Fator de Identidade e de Coesão Social”, com o trabalho de Célia Fagundes Jachemet denominado “Simbologia e Representações nas Festas dos Divino Espírito Santo em Comunidades Católicas no Rio Grade do Sul, Brasil”.

O segundo painel deste dia e último do encontro moderado por Paulo Jorge Cabral, Cônsul nesta Província, foi dedicado as Festas do Espírito Santo no Canadá, tiveram como interveniente Benjamim Moniz, Presidente da Casa dos Açores do Quebeque com o tema “O Espírito Santo no Quebeque”, seguindo-se da apresentação do “Espírito Santo no Ontário” pelo jovem mordomo da Casa dos Açores daquela província Mattew Correia. A apresentação final coube as honras ao congressista da “casa” Agostinho Bairos, que apresentou um excelente trabalho sobres as Festas do Espírito Santo em Winnipeg.

Os trabalhos deste 6º Congresso terminaram com debate, apresentação de conclusões e sessão de encerramento pelos mesmos intervenientes da sessão de abertura.
A parte prática do congresso contou com a participação dos congressistas nas festas do Divino Espírito santo que decorreram nesta altura na Casa dos Açores (ver artigo relacionado)