Café


Dra. Amy Hui
Nutricionista

Há alguns anos atrás eu estava em Portugal a passar as férias de verão. Fui a muitos cafés. O café que mais gosto fica situado em Ourem. E não gosto só porque o café é bom, mas porque quando eu lá estava a tomar café, comprei um bilhete de lotaria e ganhei 20 euros.

O café é uma das bebidas mais vendidas no mundo. Se está em casa a desfrutar de uma tarde preguiçosa, ou corrida entre o trabalho, uma xícara de café sempre põe as pessoas mais excitadas. A quantidade adequada de cafeína também pode melhorar o desempenho de algumas competições desportivas.

Na natureza, cerca de sessenta plantas contêm cafeína. As fontes mais comuns são: grãos de café, cacau, cola e chá. Há cada vez mais pesquisas sobre café e saúde. Os resultados são diferentes. Alguns estudos sugerem que o café pode aumentar o risco de hipertensão arterial, lipídios sanguíneos elevados e osteoporose. Existe também a possibilidade de que o café tenha potencial para causar cancro, especialmente o cancro de mama. “Dietitians Canada” recomenda que a ingestão diária total de cafeína seja inferior a 400 mg. Durante a gravidez e a amamentação, beba menos de uma a duas xícaras (300 miligramas de cafeína) por dia. O café não é prejudicial quando nos mantemos dentro dessa faixa.

O café tem um leve efeito diurético, mas pesquisas científicas mostram que a quantidade adequada de café não causará desidratação. A cafeína também pode causar uma ligeira perda de cálcio, mas beber um ou dois café por dia não é suficiente para causar osteoporose. Para prevenir a osteoporose, a melhor forma é comer dieta equilibrada para garantir uma ingestão diária de 1000 a 1200m de cálcio.

A tolerância do corpo à cafeína é diferente de pessoa para pessoa. Por exemplo, para uma pessoa que não bebe café com muita frequência, uma pequena xícara o tornará muito alerta. Há uma bebida de café chamada "Red Eye". É obtido colocando dois cafés Expresso na xícara e adicionando um café regular. Sem dúvida, um copo disso pode mantê-lo acordado a noite toda e dar-lhe olhos vermelhos no dia seguinte.

Curiosamente, embora o café contenha cafeína, o efeito do café e da cafeína no corpo humano é diferente. A cafeína pode reduzir a sensibilidade da insulina e tornar mais difícil o controle do açúcar no sangue. No entanto, existem alguns estudos que mostraram que o consumo diário de café tem o efeito de melhorar o açúcar no sangue. Assim, o café e a cafeína não são as mesmas coisas. Os cientistas acreditam que o café deve conter outros ingredientes que possam beneficiar o corpo de uma certa maneira. No entanto, esses ingredientes são ainda desconhecidos.

A cafeína não existe apenas no café. Chá, cola e chocolate também contêm cafeína. Abaixo lista o teor de cafeína de algumas bebidas comuns (mg):

Café moído (filtro) um copo (250 ml) 100 - 170
Copo de café instantâneo (250 ml) 6 - 106
Espresso (30 ml) 43 - 90
Cappuccino ou Latte (250 ml) 45 - 75
Uma xícara de chá (250 ml) 43 - 80
Copo de coca cola (250 ml) 30
Chocolate escuro 40g 27
Uma xícara de bebida quente de cacau (250 ml) 5-12


Quando escolhemos o café, devemos prestar atenção às calorias totais da bebida. Por exemplo, Starbucks Double Chocolate Chip Frappuccino® Blended Crème's Maxi (Verti), tem 540 calorias e 23 gramas de gordura. O teor de carboidratos é equivalente a 5 fatias de pão. Se você solicitar uma coisa destas depois do exercício de ginástica, então é muito difícil perder peso.

Falando em perda de peso, existe um novo produto de moda que permite que você "use a cafeína". Uma empresa britânica criou uma nova meia-calça para mulheres que contém cafeína. A empresa afirmou que a cafeína pode penetrar lentamente na pele, promover o metabolismo, ajudar a queimar gordura subcutânea, especialmente ajudar a reduzir essa "pele casca de laranja". Isso é bom demais pra ser verdade? Claro que é. Um corpo saudável ainda precisa do nosso conhecimento e ação para manter a boa forma.