Alegria da Páscoa uma vez mais celebrada na Casa do Minho

Reportagem: Casimiro Rodrigues (Texto) - Fotografias Cortesia de CSPV e Dela Silva - 16.ABR.2017

Mais uma vez em 2017, o centro Português Casa do Minho, leva a efeito a celebração da tradicional Festa da Páscoa.

Neste ano, a mordomia da festa, contou com a generosidade dos mordomos Felismina e Roger Ribeiro e Josie Marques e John Karpluk.

Esta festa, a maior das festas dos cristãos, e celebrada por estes em todo o globo. Porém, tem características específicas em Portugal e com particularidade no seio das gentes de entre Minho e Douro, onde o compasso “visita pascal” em cada ano animado pela religiosidade popular, é uma festa sempre esperada.

O Compasso ou Visita Pascal originou na era medieval. Na sua origem esteve a bênção solenizada das casas. Contudo, através dos tempos e depois de várias considerações quanto a sua forma ou até continuidade, é hoje acrescida do anúncio da Ressurreição de Jesus Cristo, bem como o beijar da Cruz.

A celebração no Centro Português Casa do Minho, teve lugar na tarde do Domingo de Páscoa. Oficializou a cerimónia, o Reverendo André Lico, Pároco na Paroquia da Imaculada Conceição, que se fez acompanhar pelos outros membros da equipa pastoral desta paróquia, nomeadamente o Revendo Tiago Coloni e Irmãs Deigivan e Carina.

O salão de festas, decorado com estilo e requinte segundo a tradição, estava repleto. Após a breve cerimonia para-litúrgica, e em prova de que e inseparável do cariz religioso, a gastronomia da época, foi servido o tradicional banquete Pascal, que como não podia deixar de ser, contou com o cabrito e as variadíssimas doces iguarias sinonimo da festa da Pascoa.

Por forma a que esta festiva tradição tenha continuidade, em cada ano são nomeados os mordomos para o ano seguinte. Assim, no próximo ano esta festa vai contar com a generosidade e responsabilidade dos casais: José e Carolina Gonçalves, Henrique e Dela Silva e Manuel e Custódia Vieira. A Casa o Minho reconhecidamente agradece o terem aceitado esta responsabilidade.

Injusto seria não deixar aqui um reconhecimento muito especial a equipa da cozinha, que não se poupou a esforços no sentido de a todos ter proporcionado tão lauto banquete. Bem hajam pelo excelente serviço que prestam não somente a organização, mas também a todos nos que sempre apreciamos o fruto do seu trabalho. Bem hajam uma vez mais.
O Site da Comunidade Portuguesa de Manitoba
www.portugueseinmanitoba.com